Toxina Botulínica

 

Toxina botulínica bloqueia os estímulos de contração muscular enviados pelo cérebro minimizando a formação de rugas. Uma aparência mais natural irá depender da habilidade do médico e de seu bom senso estético, sendo importante a consulta médica presencial para confrontar o aspecto das rugas e o histórico do paciente com as possibilidades de tratamento. Estes cuidados são fundamentais para evitar uma aparência congelada. Conforme avaliação da doutora outros tratamentos podem ser indicados.

As propriedades medicinais da toxina botulínica começaram a ser estudadas no final da década de 60, mas foi apenas a partir dos anos 90 que a substância passou a ser utilizada legalmente no Brasil. Empregada inicialmente no tratamento de estrabismo e de contração muscular involuntária, a toxina botulínica popularizou-se como um recurso antirrugas.

 

 

Existem inúmeros fatores para formação de rugas, incluindo maus hábitos como excesso de álcool e cigarro, mas a grande maioria deles podem ser evitados com alimentação saudável e exercícios regulares, além é claro do uso diário de protetor solar fator 30. No entanto, não podemos controlar nossas expressões faciais, que se repetem dezenas de vezes ao dia e acabam causando a hipertrofia dos músculos e o surgimento das rugas.

As linhas de expressões mais comuns são as horizontais da testa, as rugas glabelares entre as sobrancelhas, as periorbitais ou “pés-de-galinha” ao lado dos olhos, o sulco nasogeniano entre o nariz e a boca que forma o “bigode chinês” e o “código de barras”, as rugas periorais que surgem na parte superior da boca. Essas marcas acabam causando um aspecto cansado que pode ser amenizado com o uso de toxina botulínica.

O procedimento dura menos de uma hora e consiste na aplicação da substância no local da ruga para impedir a produção de acetilcolina, o neurotransmissor que envia as ordens de contração para o músculo. As rugas começam a reduzir em cerca de 24 horas após o tratamento, conferindo uma aparência relaxada à região em aproximadamente três dias.

Não é necessário o afastamento das atividades. Aplicações extras de toxina botulínica podem ser realizadas e tratamentos complementares podem ser indicados na consulta de revisão sete dias após o procedimento. O processo deve ser repetido em seis meses, tempo de ação da substância no organismo.

A toxina botulínica ainda pode elevar a cauda da sobrancelha, suavizar rugas abaixo dos olhos, levantar as maças do rosto e enfraquecer as rugas no pescoço. O acompanhamento médico é fundamental para antecipar o surgimento das linhas de expressão e realizar tratamentos preventivos que oferecem melhor resposta. Quanto mais antigas e profundas forem as rugas, mais difícil será o tratamento. O aumento prolongado do tônus, contração que persiste mesmo quando o músculo está em repouso, favorece a quebra das fibras de sustentação da pele, o que dificulta a reversão do processo.

Related posts